#Abandonando o barco

611121_large

Dizem que depois do adeus vem a saudade. E que depois da saudade vem o arrependimento. Bem, a saudade veio, mas não me arrependi. Pulei do barco antes que afundasse, o barco estava furado e eu sei que você também sabe. Não vou dizer que foi fácil, por que não foi. Eu não sabia nadar, mas eu precisava aprender. E aprendi.

Enquanto nadava à procura de terra firme encontrei vários peixes. Apaixonei-me por uns, devorei outros. Aprendi então que peixes são mais bonitos de longe e que não se pode nadar junto deles, eles nunca sabem para que direção seguir.

Nadar sozinha cansa muito, mas eu não quero entrar de novo na sua embarcação. O barco ainda ta furado, sei que afundaríamos novamente, sei que você sabe. Só te peço para não parar de remar, te ver remando me dá vontade de não parar de nadar também. Quem sabe nadando e remando juntos, não encontremos alguma ilha deserta no meio do caminho.

Desculpe-me pelo meu egoísmo, é que você faz parte de mim e me dói muito vê-lo remando para longe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s