#Tão frágil e transparente quanto cristal

39940_1359901917704_1236211727_30858999_6301608_n_large

Sou apenas mais uma menina de mal com a vida. Aparento ser forte, mas não sou. Sou mais frágil que qualquer um, mais frágil que qualquer coisa. Eu poderia ser comparada a uma boneca de porcelana… Assim como ela, sou tão pequena e tão frágil…

E depois de quebrada ou destruída, eu posso até ser consertada… Mas nunca voltarei a ser a mesma. Sempre faltará um pedaço… Falta um pedaço em mim… Talvez seja meu coração. Aquele que foi arrancado com a maior crueldade e covardia. Aquele que foi arrancado por alguém que não ligou para a dor que causaria a mim. Aquele que foi arrancado pelo rapaz que hoje, sequer lembra-se de meu nome… Ou talvez, seja um cérebro. Ou talvez, não falte nada, mas ao mesmo tempo, falte tudo. Eu nem sei mais o que falta. Não sei mais o quem sou.

Eu me sinto tão vazia.  Tão sem vida.  As pessoas que eu achei que estariam ao meu lado se foram. Elas me jogaram em qualquer lugar, assim como se joga um brinquedo fora… Dentro de mim, há um grande vazio, que nada consegue preencher. Eu sempre choro… Choro de alegria, de saudade, de dor.  Choro por motivos fúteis… Mas não deixo que ninguém veja… Ninguém pode ver o quanto sou sensível. Ninguém pode ver o quanto eu sou frágil. Pois talvez, eles me machucariam ainda mais… Eu tenho tanto medo. Medo de me machucar de novo. Eu tenho medo de perder as pessoas que eu amo de novo. Medo da morte, e da solidão… Medo da exclusão. Eu tenho medo do mundo, e das pessoas que vivem nele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s